Técnica Escutista » Outras técnicas » A mochila   Entrar
 
  

mochila01.gif

  

 A mochila

 

- Uma boa mochila deve...

  • ser confortável;
  • distribuir o peso sobre os pontos da coluna vertebral preparados para o suportar;
  • ajudar-nos a manter o equilíbrio, a evitar o cansaço e a aguentar durante mais tempo um peso sobre as costas;
  • garantir que o equilíbrio e suporte da mochila se dê na zona inter-escapular;
  • garantir que a repartição de peso seja feita na cintura e não nos ombros;

- Tipos de mochila

  • Mochilas de grande carga ou expedição - 70 a 85 Litros, utilizadas para acampamentos de mais de 3 noites ou raides de vários dias;
  • Mochilas de excursão ou fim de semana - 45 a 70 Litros de capacidade, utilizadas normalmente em acampamentos de até 3 noites;
  • Mochilas de ataque - 30 a 45 litros, utilizadas para raides sem acampamento;
  • Mochilas mini - até 30 Litros, saídas curtas;
  • Mochilas de escalada - mochilas pequenas, muito técnicas e resistentes.
  • Mochilas estanques - são totalmente estanques e submergíveis, pensadas para actividades em água, neve ou chuva intensa.

- Com a chuva

  • Se usares um "poncho" impermeável, cobrir-te-á a ti e à tua mochila;
  • Guarda todos os teus haveres em sacos de plástico, antes de os arrumares na mochila;

- O peso dentro da mochila

  • Grande parte das mochilas actuais possuem uma divisória na parte inferior que, normalmente, é usada para guardar o saco-cama ou roupa, que são coisas leves;
  • Os objectos mais pesados devem ser arrumados ao nível do centro de gravidade da pessoa, sensivelmente ao nível do umbigo, e o mais junto às costas possível, por causa do equilíbrio;
  • Uma mochila alta, com um centro de gravidade alto (que acontece quando arrumamos objectos pesados no cimo da mochila), pode provocar facilmente o desequilíbrio quando temos de saltar para transpor uma vala, baixarmo-nos, andar de lado, etc;
  • Deve-se ter cuidado para não sobrecarregar a mochila de um dos lados com coisas mais pesadas que do outro lado, pois assim fica em desiquilíbrio e prejudica a coluna vertebral;

- Arrumar a mochila

  • A regra nº1 para a arrumação da mochila é deixar à mão (em bolsos ou junto ao fecho ou tampa da mochila) os objectos que mais provavelmente virão a ser precisos, tal como o impermeável, a lanterna, o estojo de primeiros socorros, o mapa, merenda, etc.
  • Saco-cama e fato de treino, por exemplo, podem ficar no canto menos acessível da mochila;
  • A roupa, depois de dobrada, deve ser enrolada, pois assim enruga-se menos e permite arrumar melhor todo o interior;
  • Preenche todos os espaços vazios da mochila. Observa por fora se há zonas onde a mochila não fica bem preenchida no interior;
  • Não deixes pontas de objectos a saírem para fora da mochila. A ponta de um saco-cama mal arrumado pode prender-se num ramo e provocar um acidente desagradável;

- Colocar a mochila às costas

  • Para não forçar lateralmente a coluna, evitando assim risco de lesão, nem te desequilibrares, segue os passos seguintes (para uma mochila não demasiado pesada):
    • coloca a mochila em pé, encostada às tuas pernas, com as alças para fora;
    • passa as mãos por entre as alças e agarra na mochila pelos lados;
    • mantém as costas direitas, para não a forçar a coluna;
    • levanta a mochila até passar por cima da tua cabeça, dando uma volta de 360º e ficando às costas;
  • Para uma mochila muito pesada, o método mais aconselhável é:
    • coloca a mochila em cima de uma rocha elevada, muro, banco, mesa, etc., com as alças viradas para ti;
    • vira-te de costas para a mochila, enfia os braços nas alças e ajusta a tua posição, mantendo sempre as costas direitas;
    • com cuidado, por causa do esforço na coluna e mantendo esta sempre direita, afasta-te até ficar todo o peso da mochila em cima de ti, fazendo então os últimos ajustes;

- Ajustar a mochila

  • Ajusta o cinto: este existe para que uma grande parte do peso da mochila seja transferida para os quadris, aliviando bastante os ombros e a coluna. Importa ficar bem justo ao corpo;
  • Ajusta as alças de maneira a dar uma sensação de conforto, com pouco peso sobre os ombros e sem sentir a mochila a puxar-te para trás;
  • Ajusta as restantes fitas de maneira a que não sintas a mochila a balançar, mas sim bem ajustada ao corpo;